sábado, 6 de junho de 2009

Patronagens Mirins do "Glaucus"


Buenas Gauchada;


Outro dia recebi uma mensagem eletrônica, um chasquezito pelo computador, solicitando informações sobre a forma que damos às nossas patronagens mirins. Bueno, respondi algo para o nosso companheiro do Chasque Pampeano e, fiquei pensando, até mesmo o nosso próprio pessoal, muitas vezes, não sabe ao certo o que acontece. Por isso, transcrevo abaixo a mensagem que enviamos ao companheiro Guimarães.


Sobre o assunto "Patronagem Mirim", aqui no CTG Glaucus Saraiva, adotamos o seguinte "processo": toda a semana a posteira da Invernada Mirim elege um casal de mirins para no próximo dia de ensaio desempenharem as funções de Patrãozinho e Patroinha da semana. Dentre as "responsabilidades" inerentes a dupla escolhida, está, no caso do Patrãozinho, chegar mais cedo ao galpão e realizar a chamada e apuração das faltas ao ensaio da noite. No caso da Patroinha, ela tem a incumbência de reunir a gurizada para antes do ensaio, todos cantarem o Hino Tradicionalista, além de ser a responsável pela organização das saias das prendinhas em seus respectivos cabides. Optamos por tarefas que julgamos "leves" e sempre com o acompanhamento da posteira da mirim ou de um integrante da Invernada Cultural. Na verdade, o maior objetivo, é despertar nos pequenos, o interesse por tudo o que acontece no galpão e, principalmente, prestigiá-los como integrantes da invernada, pois, mesmo que não haja muitas atividades, todos são lembrados como eficientes na função e sempre merecem uma pequena matéria com foto em nosso blog. Desta forma o mantemos motivados a comparecerem aos ensaios e, inclusive, muitas vezes somos surpreendidos por iniciativas positivas e até mesmo, originais, que por mais que estejamos atentos, não havíamos nos dado "de conta". Um bom exemplo desta situação, foi a Patroinha da semana "Milena", que logo após certificar-se que as saias estavam nos cabides, levou ao conhecimento de nossa Patroa a necessidade de aquisição de mais cabides, já que não haviam em número suficiente para todas as saias. Nossa Patroa ficou surpresa pela iniciativa da pequena mirim, porém, nós sabíamos que ela estava no perfeito exercício do seu cargo. De forma geral, assim tem se dado esta prática em nossa entidade, que tem sido muito bem vista por todos os integrantes. De forma alguma colocamos sobre os ombros da nossa gurizada, assuntos outros que os sobrecarreguem, tirando deles o que mais nos é valioso, a sua alegria, a sua energia e a felicidade de encontrar os coleguinhas em um dia de ensaio em nosso galpão.

Um comentário:

Turma da Anita disse...

Gurizada parabéns pela utilização da patronagem mirim!
Publicamos a notícia no site: www.turmadaanita.com.br

Um quebra-costelas, Vivian Machado